Por que e como medir os resultados do treinamento corporativo

Educação corporativa faz parte da cultura da sua empresa? A pesquisa Panorama de Treinamento no Brasil, realizada em 2018 pela Associação Brasileira de Treinamento e Desenvolvimento (ABTD), em parceria com duas outras instituições de RH, mostrou que as companhias que operam por aqui investiram em T&D, em média, R$ 2,21 milhões naquele mesmo ano.

Foram consultadas 406 empresas de variados segmentos e portes, entre nacionais (75%) e multinacionais (25%). Itens como investimentos, alocação de recursos, estratégias e tendências foram considerados no estudo.

Deu para notar que existe, sim, aporte para programas de educação corporativa por parte das companhias. Porém, algumas delas não investem ainda mais por dificuldade na mensuração dos resultados dos treinamentos. 

Outras tantas, por não saberem como medir retorno concreto com esse tipo de custo, simplesmente ignoram o fato de que os profissionais precisam de melhor capacitação.

Por isso, neste artigo, vamos mostrar a você algumas dicas e caminhos simples de como medir os resultados dos treinamentos na sua empresa. Com tecnologia, estruturação e vontade de aprimorar os processos de T&D, tudo avança de forma fluida. Vamos lá?

People analytics

Mais do que uma ferramenta, people analytics chega como uma cultura de mensuração de resultados dos treinamentos, por meio da tecnologia. Com apoio de uma plataforma de LMS (learning management system ou sistema de gestão do aprendizado), você aplica cursos que utilizam recursos como vídeo, gamificação, quizzes, testes e muito mais.

Estas aplicações resultam em números, gráficos e dashboards individuais e de equipes. Assim, é possível mensurar, analisar e divulgar informações a respeito da performance das pessoas, sejam em questões técnicas ou comportamentais. 

Abaixo, algumas dicas para implementação people analytics na sua empresa:

  • levante tudo o que sua empresa precisa em relação a treinamentos, antes de mensurar resultados por meio das análises;
  • busque a transparência das informações tanto para gestores como subordinados, sempre;
  • faça a integração de dados internos e externos, para entender se os alunos estão performando bem perante a realidade do mercado
  • colete as informações do people analytics e foque em objetivos claros, com planos de ação.

Engajamento dos treinandos

Os resultados em educação corporativa estão intrinsecamente ligados ao envolvimento dos colaboradores em seus treinamentos. De nada adianta criar expectativa na empresa toda com um novo curso, se o mesmo não atrair e reter a atenção das pessoas, não é verdade?

Por isso, medir engajamento é uma das ações mais importantes na medição de resultados. Você pode compreender isso tanto por frequência das aulas como por tempo de conclusão de uma trilha de aprendizagem, por exemplo. 

Para tal, uma plataforma de LMS ajuda muito, oferecendo dashboards de acompanhamento individual e de equipes.

Ter esse olhar mais próximo permite, também, acompanhar o impacto que o treinamento tem no desempenho dos colaboradores. Métricas bem estruturadas em relação a produtividade e qualidade dos treinandos trazem uma visão realista e assertiva do retorno sobre o investimento (ROI).

Daí a importância de medir o engajamento dos colaboradores em paralelo às entregas e da rotina de trabalho.

Retorno sobre o investimento

Esta é a métrica de resultados tão almejada pelos líderes de qualquer empresa. Ter mensurável o retorno sobre o investimento em treinamentos é um desafio, porém plenamente possível de execução.

O retorno sobre o investimento, ou ROI, de treinamentos deve ser calculado com base na divisão dos resultados adquiridos – aumento das vendas, melhora no índice de atendimento ao cliente ou redução de custos por implementação de algum novo processo, por exemplo – pelo seus custos efetivos.

Coloque na conta desde a contratação de uma ferramenta de LMS, passando por investimentos em infraestrutura, até as horas que os funcionários ficaram indisponíveis para trabalhar de fato. Claro, cada organização terá sua realidade, e cabe a você inserir os devidos itens na equação.

Pesquisa de clima

Sim, esta também é uma ótima alternativa para mensurar resultados de treinamentos. Na pesquisa de clima, você pode medir a satisfação dos alunos perante os programas de treinamento, como também identificar as falhas e necessidades apontadas pelos funcionários para o desenvolvimento de novos cursos.

Dica final: na pesquisa, procure perguntar especificamente sobre a percepção dos profissionais sobre os treinamentos. Você vai se surpreender! 

Quer saber mais? Fale com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *