Gamificação em RH: 8 dicas de como aplicar para seus colaboradores

Uma geração que cresceu jogando videogames, tendo acesso a diversos jogos de tabuleiros e aprendeu muitas questões de sociabilização por meio de esportes e jogos, visto a capacidade desse tipo de prática mais lúdica para a fixação de conhecimentos, não é de se estranhar que a Gamificação em RH tenha alcançado os ambientes corporativos. 

Essa estratégia implementada pelo setor de Recursos Humanos e Gestão de Pessoas busca aplicar uma metodologia que varia entre o tradicional e a inovação, cujo objetivo é melhorar os resultados da empresa e no aprimoramento de líderes, gestores, funcionários e demais colaboradores.

A ideia principal é empregar certa competitividade no desenvolvimento de certas atividades e/ou treinamentos, porém o foco não está em vencer, mas em proporcionar maior engajamento das equipes de trabalho e reforçar as boas práticas. 

Dessa forma, associado ao sentimento de pertencimento e realização, a coletividade se expande em vários sentidos. Pode ser em relação ao aumento de interesse em participar de projetos, ou então na motivação que invade a todos. 

Para que isso seja sentido, a aplicação da gamificação pelo RH possui regras devidamente estabelecidas, para que se alcance pontos específicos, entre os quais:

  • Metas alcançadas;
  • Feedback sobre desempenho pessoal e coletivo;
  • Participação espontânea;
  • Recompensas de motivação.

A seguir seguem 8 dicas que podem ser colocadas em prática pelo RH para melhorar a imagem da empresa, tanto em relação ao clima organizacional quanto no atendimento ao cliente.

1 – Estimule a participação de todos

É normal que pessoas não se sintam confortáveis quanto a participação em jogos ou treinamentos utilizando o método da gamificação. 

Sendo assim, é preciso estimular que todos façam parte de um projeto que possa conectar ainda mais as pessoas e fortalecer as equipes de trabalho.

Caso seja necessário, utilize a estratégia de Inbound Marketing e atraia o lead, neste caso o funcionário, demonstrando as melhorias que podem ser implementadas na própria carreira profissional.

2 – Estabeleça metas e objetivos

Uma vez que todos estão participando, é preciso estabelecer metas e objetivos claros. Trate um projeto de difícil execução como o prêmio final, e coloque todos os funcionários pensando de forma coletiva.

Cada qual na função estabelecida, é possível fazer nascer um trabalho/projeto e solução que pode servir como exemplo por um longo período, especificando os responsáveis, gerando valor, ou até mesmo trazendo bonificações em forma de presentes e valores.

3 – Lembre que é uma competição saudável

Todos devem ser lembrados que não há perdedores ou vencedores. Na verdade, todos saem do projeto de gamificação com mais experiência, entendendo a função de cada um, e como a colaboração é importante, além de insights e no hall para novas atividades.

Ainda assim, vale destacar funcionários que se apresentam mais motivados, ou aqueles que apontaram uma solução mais eficiente e produtiva.

4 – Apresente as melhorias observadas

A cada etapa alcançada, é preciso propor um relatório sobre as metas alcançadas, e os objetivos que foram traçados e devidamente estabelecidos. 

As melhorias em um projeto de Marketing de Conteúdo para aumentar o tráfego do site corporativo devem ser apontadas, e determinar novos planos para garantir melhor ranqueamento nas plataformas digitais e seguidores nas redes sociais é fundamental nesse sentido, e assim é possível mensurar os resultados e criar um placar semanal, por exemplo. 

5 – Faça uma análise dos funcionários

De maneira periódica, cabe ao setor de RH e aos gestores analisar e identificar os funcionários que estão comprometidos com o trabalho, mesmo que seja pela metodologia da gamificação. 

As atividades ajudam a desenvolver talentos profissionais, e isso pode reposicionar um funcionário conforme a posição que ocupa dentro da empresa ou trazer novas oportunidades e desafios, desenvolvendo um plano de carreira ao identificar expertise para liderança ou solução de problemas.

6 – Observe quem está engajado e motivado

Os funcionários que estão realmente engajados e motivados podem ser identificados desde o primeiro momento. 

Sempre há uma que age de modo a estimular os outros a participar das tarefas e eventos, entre outras atividades que ocorrem no círculo corporativo e esse perfil precisa ser identificado.

Isso pode ser acompanhado até mesmo nas redes sociais, e o investimento em Twitter Ads pode proporcionar ainda mais engajamento desse funcionário, e até ações mais específicas na rede, podendo levar a um cargo de gestão ou liderança quando surgir a oportunidade.

7 – Reconheça e retenha os talentos

Esse engajamento demonstra os talentos escondidos, ou que não foram devidamente explorados pela empresa, e nem apresentados por um funcionário em um primeiro momento.

Dessa forma, a estratégia de gamificação pode ser uma oportunidade para conhecer mais sobre as experiências de cada profissional, assim como as técnicas que podem ser muito bem utilizadas para que se reconheça e permita a retenção de talentos.

8 – Aplique um treinamento de forma contínua

O treinamento pode ser por equipe, ou incluir todos os funcionários de uma empresa. Isso pode servir como Marketing interno, melhorando o clima organizacional de forma permanente.

Portanto, é preciso que seja aplicado de forma contínua, e assim sempre treinar os funcionários de maneira lúdica, porém adequada.

Conclusão

Toda mudança na rotina de trabalho pode ser encarada com desconfiança. E isso ocorre em todo o organograma empresarial, do cargo de liderança e gestores até os liderados. 

Como a gamificação é uma estratégia que empreende no aprendizado e conhecimento, os treinamentos deixam de ser uma obrigação e passam a fazer parte da melhora do relacionamento entre funcionários e maior colaboração entre colegas e setores produtivos. 

Dentro de um jogo, todos devem competir, mas quando colocado dentro do mundo corporativo, é possível entender que, ao final, todos saem ganhando e podem ser desenvolvidos dentro de novas perspectivas do negócio.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*

code